Determinação de ácidos graxos (AG) livres e Índice de acidez (IA)



Antes de iniciar essa prática, algumas leituras são sugeridas:

Introdução aos lipídios

1. Objetivos

          - verificar a existência de ácidos graxos livres em óleos e gorduras
          - pesquisar a quantidade deles nessas substâncias
          - avaliar criticamente a conseqüência da presença de ácidos graxos livres nesses produtos

2. Princípios teóricos

          Como vimos, os ácidos graxos (AG) participam da constituição dos mono, di e triglicerídios, principais constituintes dos óleos e gorduras. Você deve se lembrar que os ácidos graxos não passam de ácidos carboxílicos que apresentam uma característica que os diferenciam dos demais constituintes desse grupo: cadeias longas e insaturadas. Por serem ácidos carboxílicos, os ácidos graxos podem ser neutralizados por ação de uma base forte, como o hidróxido de sódio (NaOH) e o hidróxido de potássio (KOH).

* Vamos pensar um pouco...

          Se os AG são CONSTITUINTES dos óleos e gorduras,na forma de mono, di e triglicerídios, uma grande quantidade de AG livres indica que o produto está em acelerado grau de deterioração, certo? Certo. A principal conseqüência disso é que o produto torna-se mais ácido. Um elevado índice de acidez indica, portanto, que o óleo ou gordura está sofrendo quebras em sua cadeia, liberando seus constituintes principais, os AG (veja a reação abaixo)e é por esse motivo que o cálculo desse índice é de extrema importância na avaliação do estado de deterioração (rancidez hidrolítica) do óleo ou gordura que consumimos.

O índice de acidez corresponde à quantidade (em mg) de base (KOH ou NaOH) necessária para neutralizar os ácidos graxos livres presentes em 1 g de gordura.

Clique para ver um exemplo


3. Procedimento Experimental

          3.1.Material

        a) Reagentes e soluções

        - solução de éter etílico e etanol 95%, na proporção de 2:1
        - solução indicadora de fenolftaleína 1% *
        - solução de hidróxido de sódio (NaOH) 0,1 M padronizado
        - óleo (de soja ou qualquer outro tipo)

  b) Vidraria e instrumental
          
- três erlenmeyers de 25 mL
- bureta de 25 mL
- suporte para bureta

          * Preparo da solução indicadora de fenolftaleína: dissolver 0,1 g de fenolftaleína em 10 mL de etanol 95%.

     3.2. Procedimento

     1. Pesar 28 g de amostra de óleo em erlenmeyer de 250ml (realizar procedimento em triplicata);
     2. a cada um dos erlenmeyers adicionar 50ml da solução éter-álcool (2:1) e 3 gotasl do indicador;
     3. titular com hidróxido de sódio 0,1M até o aparecimento de coloração rósea (a coloração deve persistir por, no mínimo, 30 segundos para que seja considerado o fim da titulação).
     4. anotar o volume de base gasto para cada amostra;
     5. calcular o índice de acidez (IA).

     
      O volume de base que será utilizado no cálculo do índice de acidez (IA) será a média dos três valores
obtidos com a realização da triplicata.

 
Veja as fotos desse experimento
 
 
 
Home
Aspectos teóricos
Atividades Experimentais
Bibliografia
 
Contato