Pesquisa de polissacarídeos: reação com o iodo


Antes de iniciar essa prática, algumas leituras são sugeridas:

Introdução aos carboidratos

 

1. Objetivos

          - obter informações sobre o tamanho e grau de ramificação da molécula de carboidrato através da reação com o iodo.

2. Princípios teóricos

          Polissacarídeos são moléculas de elevado peso molecular, cuja unidade fundamental são os monossacarídeos, principalmente a glicose. Como exemplos de polissacarídeos importantes na natureza podemos destacar o glicogênio, a celulose e o amido.
          O amido, polissacarídeo de extrema importância em alimentos, é produzido em grande quantidade nas folhas dos vegetais como forma de armazenamento dos produtos da fotossíntese, e é constituído por dois outros polissacarídeos estruturalmente diferentes: amilose e amilopectina (ver figura abaixo).

Como podemos observar, a molécula da amilose não apresenta ramificações e, no espaço, assume conformação helicoidal (forma de hélice). A ligação entre os átomos de carbono das unidades de glicose são do tipo alfa 1-4.

          A amilopectina apresenta estrutura ramificada, sendo que os "ramos" aparecem a cada 24-30 moléculas de glicose. A ligação entre as unidades de glicose também é do tipo alfa 1-4 na mesma cadeia. Porém, unindo duas cadeias aparecem ligações do tipo a 1-6. Observe a figura:

          Moléculas de alto peso molecular (como a amilose e a amilopectina) podem sofrer reações de complexação, com formação de compostos coloridos. Um exemplo importante é a complexação da amilose e da amilopectina com o iodo, resultando em complexo azul e vermelho-violáceo, respectivamente. A figura abaixo esquematiza a interação do iodo com a estrutura do amido:

Já sabemos que o amido é formado pela combinação da amilose com a amilopectina. Também sabemos que a amilose forma um complexo azul com o iodo, enquanto a amilopectina forma um complexo vermelho. Qual será então a cor do complexo iodo - amido???

O complexo esquematizado ao lado apresenta coloração azul intensa, desenvolvida pela oclusão (aprisionamento) do iodo nas cadeias lineares da amilose.

E a interação iodo -amilopectina?

          Como vimos, o aprisionamento do iodo dá-se no interior da hélice formada pela amilose. Como a amilopectina não apresenta estrutura helicoidal, devido à presença das ramificações, a interação com o iodo será menor, e a coloração menos intensa.

          IMPORTANTE - nem todos os polissacarídeos, apesar de serem moléculas grandes, dão complexo colorido com o iodo. Isso porque é necessário que a molécula apresente uma conformação que propicie o "encaixe" do iodo. A celulose é um exemplo de polissacarídeo que não dá reação colorida com o iodo.

3. Procedimento Experimental

          3.1. Material

        a) Reagentes e soluções

       - solução de amido 1% *
       - solução de glicose 2%
       - solução de lugol **
       - solução de hidróxido de sódio (NaOH) 1M

       - solução de ácido clorídrico (HCl) 1M
       - água destilada
   

 

b) Vidraria e instrumental
          
- 03 tubos de ensaio
- conta-gotas ou pipeta Pasteur
- pipetas de 2 mL

 

          * Como o amido é de difícil dissolução, preparar a solução da seguinte maneira: misturar 1 g de amido com 10 ml de água. Derramar a pasta em um recipiente que contenha 100 ml de água fervente. Cessar a ebulição e deixar esfriar e sedimentar. Separar a parte sobrenadante (sem grumos) por decantação. A solução ganha maior estabilidade se for adicionada de 1g de ácido salicílico (1%).

          ** Preparo do reagente de lugol: 5 g de iodo (I2) + 10 g de iodeto de potássio (KI). Completar o volume para 100 ml com água destilada. Diluir 1:10 no momento da utilização.

          3.2. Procedimento

          Parte I

          1. Prepare a seguinte bateria de tubos, identificando-os:

          (1) 2 mL de água destilada
         
(2) 2 mL da solução de amido
          (3) 2 mL da solução de glicose

          2. a cada um dos tubos adicionar 4 gotas de lugol;
          3. observar a coloração desenvolvida e descrever o resultado.

          O desenvolvimento de coloração azul intensa indica presença de polissacarídeo.

          Parte II

          1. Ao tubo que contém amido e lugol, adicione 5 gotas de NaOH 1M. Observe e anote o resultado.
          2. Adicione, ao mesmo tubo, 5 gotas de HCl 1M. Observe.

 
 
Home
Aspectos teóricos
Atividades Experimentais
Bibliografia
 
Contato