Pesquisa de açúcares redutores: prova de Benedict


Antes de iniciar essa prática, algumas leituras são sugeridas:

Introdução aos carboidratos

 

1. Objetivos

          - conhecer e identificar o poder redutor de alguns açúcares.

2. Princípios teóricos

          Se observamos com mais atenção as moléculas apresntadas no texto "Introdução aos carboidratos", veremos que alguns carboidratos possuem um grupamento -OH (hidroxila) livre no carbono 1 de suas moléculas, enquanto outros não.


GLICOSE

RIBOSE
LACTOSE
SACAROSE

          Observa-se que os açúcares que apresentam a hidroxila livre no C-1 são bons agentes redutores. Por esse motivo a extremidade que contém o -OH passa a ser chamada extremidade redutora e o açúcar, de AÇÚCAR REDUTOR. A capacidade que esses compostos apresentam de reduzir íons metálicos em soluções alcalinas é um bom método de identificação desses compostos.
          A reação abaixo esquematiza o princípio da prova de Benedict, baseada na redução de íons Cu2+ a Cu+, com formação de um precipitado vermelho ou amarelo:


* OBS: a reação é feita em meio básico porque, nessa condição, a porcentagem de enedióis é maior.

          Nessa reação , o aparecimento de um precipitado de coloração vermelho-tijolo indica que os íons Cu2+ do reagente de Benedict foram reduzidos a Cu+, indicando a presença de um açúcar redutor.

3. Procedimento Experimental

          3.1. Material

        a) Reagentes e soluções

       - solução de amido 1% *
       - solução de glicose 1%
       - solução de sacarose 1%
       - solução de frutose 1%
       - solução de hidróxido de sódio (NaOH) 6N

       - ácido sulfúrico (H2SO4) concentrado
       - água destilada
       - reativo de Benedict **

   

 

b) Vidraria e instrumental
          
- 05 tubos de ensaio
- conta-gotas ou pipeta Pasteur
- pipetas de 1 e 2 mL

 

           * Como o amido é de difícil dissolução, preparar a solução da seguinte maneira: misturar 1 g de amido com 10 ml de água. Derramar a pasta em um recipiente que contenha 100 ml de água fervente. Cessar a ebulição e deixar esfriar e sedimentar. Separar a parte sobrenadante (sem grumos) por decantação. A solução ganha maior estabilidade se for adicionada de 1g de ácido salicílico (1%).

          ** Preparo do reativo de Benedict: inicialmente, devem ser preparadas duas soluções, em separado, a saber:

          Solução A

          - 173g de citrato de sódio (Na3C6H5O7.2H2O)***
          - 90g de carbonato de sódio (Na2CO3)
          - 600 ml de água destilada quente (~80ºC)

          *** O íon Cu2+ também reage com o meio alcalino, segundo o esquema abaixo:

          Para evitar que essa reação aconteça, mascarando o teste para açúcares redutores, é adicionado o citrato de sódio, que mantém o Cu2+ em solução, através da formação de um complexo.

          Solução B

          - solução 17,3% de sulfato de cobre (CuSO4) em água destilada. Dissolver por agitação.

          Para preparar o regente de Benedict, coloque a solução A em um balão volumétrico de 1000ml; em seguida, adicione a solução B sob agitação constante e complete o volume com água destilada.

          3.2. Procedimento

          Parte I

          1. Não esquecendo de identificar, prepare a seguinte bateria de tubos:

          (1) 1 ml da solução de amido
          (2) 1 ml da solução de sacarose
          (3) 1 mL da solução de glicose
          (4) 1 ml da solução de frutose
          (5) 1 ml de água destilada

          2. a cada um dos tubos adicionar 2 ml do reativo de Benedict;
          3. aquecer em banho-maria fervente durante 5 minutos;
          4. após esfriar, observar e descrever os resultados.

          O aparecimento de um precipitado de coloração vermelho-tijolo indica que os íons Cu2+ do reagente de Benedict foram reduzidos a Cu+, indicando presença de açúcar redutor.

          Parte II

          1. Transfira para o tubo de ensaio 1 ml da solução de sacarose 1%;
          2. adicione 3 gotas de ácido sulfúrico (H2SO4) concentrado;
          3. ferva durante 1 minuto;
          4. neutralize com 15 gotas de NaOH 6N e adicione 2 ml do reagente de Benedict;
          5. aqueça em banho-maria fervente durante 5 minutos;
          6. após esfriar, compare o resultado obtido com o experimento anterior.

Veja as fotos desse experimento

          O desenvolvimento de um precipitado de coloração vermelho-tijolo indica que os íons Cu2+ do reagente de Benedict foram reduzidos a Cu+, indicando presença de açúcar redutor.

 
 
Home
Aspectos teóricos
Atividades Experimentais
Bibliografia
 
Contato